domingo, 14 de julho de 2013 9 comentários

O eterno de um instante


   Diante do que não lhe parecia ser seu, procurou encontrar-se. Só duraria um instante. Talvez não acontecesse outra vez. Seus olhos fitavam aquele sorriso que aos poucos desaparecia. Sumia entre tantos outros que o rodeava… Aos poucos se ia, cada vez mais longe de seus olhos. Outros rostos invadiam o espaço antes ocupado pelo sorriso, que nem parecia mais sorrir. 
 Tentou não perde-lo, resgatar aquele único que escondera-se dentre tantos outros amarelos sorrisos desprovidos de um olhar. Aquele não lhe parecia ser falso. A alegria encontrava-se ali, e isso o chamou a atenção. E o chamou, mas saiu correndo às pressas, como se procurasse por subterfúgios. 

 De encontro breve, acompanhado pela sinceridade das feições das faces, partiu. Levando um pouco do brilho dos olhos que ficaram a sua procura, e deixando um pouco da alegria que estava exposta naqueles lábios. 
   

   
"Dura a vida alguns instantes, porém mais do que bastantes, quando cada instante é sempre..."
                                                                                            - Chico Buarque

 
;