quinta-feira, 19 de julho de 2012

Utopia: Medos e verdades


 Distante dos sonhos que poderia realizar, preferia acomodar-se na angustia de ser quem não queria, por medo de tentar ser diferente daqueles que viviam na mesmice que era própria daquele lugar. O que ela desejou quando criança se desfazia com o tempo, as esperanças iam sendo esquecidas nos dias que passavam depressa demais. O que ficava era aquele pleonasmo que se repetia o tempo todo. Ela nunca quis aquilo, mas a falta de coragem lhe fazia ficar sendo uma igual a tantos outros que se esqueceram de sonhar.
 As suas vontades eram grandes mas ela resolvia deixar seus sonhos guardados dentro dela, naquela fragilidade que se reconhecia de longe. Deixa-los coberto por poeiras em uma gaveta de medos, trancados, onde ela não conseguia retira-los. E se ousasse em fazer isso, não sei se saberia como os tornarem palpáveis.
Seus sonhos, seus medos, seu segredos, seus… Há tanto dentro daquela garota que nem sei se caberia mais alguma coisa. O corpo desajeitado serve de acomodação para tantos segredos. As palavras que nunca saíram de sua boca eram ditas no silêncio que gritava dentro dela, e só era enxergado por quem se atrevesse a olha-la devagar e descobrir o que nela se esconde de mais precioso. Mas quem poderia olha-la dessa forma? Talvez encontre um dia, talvez. Enquanto isso, vai tentando descobrir uma forma de transformar suas utopias em realidade. E assim, quem sabe, despertar outros sonhos que ficavam escondidos nos seus medo.




4 comentários:

Jânio Medeiros (MEDEIROS, J E) disse...

A utopia nos faz caminhar. E os medos? Esses são obstaculos, mas obstaculos foram feitos para serem superados.

Texto lindo.

Ferr disse...

Que coisa linda, menina de sorriso melancólico!
E ainda há de encontrar aqueles que saibam ler teus silêncios.

Flávia Lima disse...

Oun *-* , amei este trecho "As palavras que nunca saíram de sua boca eram ditas no silêncio que gritava dentro dela, e só era enxergado por quem se atrevesse a olha-la devagar e descobrir o que nela se esconde de mais precioso. " . parabéns pelo blog, fica com Deus.

Macaco Pipi disse...

Bom...nunca vai acontecer mesmo...é quase que uma eterna ansiedade...

Postar um comentário

 
;